Laboratorio Tiezzi

 

O que Fazemos

Nossas Especialidades
bt_bb_section_bottom_section_coverage_image
Sorologia para COVID-19 (IgM/IgG)

O quimioluminescencia (CLIA) fornece determinação quantitativa in vitro de anticorpos humanos da classe imunoglobulina IgG/IgM contra SARS-CoV-2 em soro, para apoiar o diagnóstico de infecção por SARS-CoV-2 e constitui um suplementar à detecção direta de patógenos.

O novo coronavírus (2019-nCoV) causa uma epidemia de síndrome respiratória aguda em humanos em Wuhan1, pertencente ao gênero Betacoronavirus.

Suas características genéticas são significativamente diferentes do SARSr-CoV e MESRr-CoV. Pesquisas atuais mostram que ele tem mais de 85% de homologia com coronavírus semelhante ao morcego SARS (bat-SL-CoVZC45) 2. 2019-nCoV é transmitido principalmente através de gotículas respiratórias e também pode ser transmitido através do contato.

As fontes de infecção observadas até agora são principalmente pacientes com pneumonia infectada pelo novo coronavírus 2. Este exame tem objetivo de pesquisar a detecção de anticorpos antivirais IgM/IgG nas amostras de soro do paciente. Após a infecção humana em 2019-nCoV, seu antígeno estimula o sistema imunológico a produzir uma resposta imune, e anticorpos correspondentes aparecem no sangue.

Entre eles, 2019-nCoV IgM aparece mais cedo, e posteriormente os títulos IgM 2019-nCoV diminuem, a potência 2019-nCoV IgG aumenta rapidamente. Este exame é utilizado principalmente para o diagnóstico assistido da nova infecção por coronavírus (2019-nCoV). 2019-nCoV, nomeado pela Organização Mundial da Saúde em 7 de janeiro de 2020, é anunciado o nome oficial: Síndrome Respiratória Aguda Grave Coronavirus 2 (SARS-CoV-2) pelo Comitê Internacional de Taxonomia de Vírus (ICTV) em 11 de fevereiro de 2020.

No mesmo dia, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tan Desai, anunciou que a pneumonia infectada com SARS-CoV-2 será oficialmente denominada COVID-19.

https://laboratoriotiezzi.com.br/wp-content/uploads/2020/06/coronavirus.jpg